Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SamuelDabó

exercícios de escrita de dentro da alma...conhecer a alma...

SamuelDabó

exercícios de escrita de dentro da alma...conhecer a alma...

31
Mar08

MARIANAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!...........

samueldabo

Mariana!

 Onde pára o teu espírito atormentado? Olha à volta.  Não és a única que não encontra de, momento,  a paz e o amor  que te roubaram. Há mais mundos, lá fora.

Responde ao apelo dos teus amigos. São poucos. eu sei, mas são bastantes, porque a amizade não se compra, nem é oferta promocional, é antes um bem da consciência e é tão pouca que rareia, não a desperdices Estamos aqui, batemos à tua porta e não respondes.

Partiste? Procuras lugares mais acolhedores? Tudo bem. Mas diz : Olá. Para que saibamos que subsistes e não desististe de viver.

E é tão urgente que digas : Olá.

Um abraço forte de amigo e

a minha mão

10
Mar08

A LUZ AO FUNDO DO SONHO

samueldabo

Acordar dentro do sonho, expectante, e achar a resposta, lacónica, mas resposta às minhas inquietações.

Imaginar o teu corpo, espírito , frágil ,na procura do infinito, sorvendo as situações que habitam a tua vida, imagens descoloridas de um ser a sufocar de riqueza acumulada prestes a explodir em miríades de pétalas viçosas  e eivadas de luz.

E penso na fragilidade de que somos expoentes, as mais das vezes encobertas sob capas de dureza mística , e que dão de nós a lembrança fugaz de tiranos remetidos ao silêncio, sem voz nem ouvintes.

A força que emana das tuas palavras que sorvo na avidez de te amar em cada momento. Afago o teu sorriso, a lucidez dos factores que te motivam, os olhos grandes e brilhantes , ciosos da descoberta do que vais encontrando pelo caminho

Ver luzes, mas não a luz. Porque a luz que procuramos é de uma intensidade que nem o sonho desvenda. Simplesmente não sabemos. E, no entanto, ela está lá. Num recôndito de nós, à espreita, ardilosa, num jogo de foge esconde que ainda não dominamos, ou porque focamos a nossa atenção em pormenores mesquinhos, ali colocados, em cada instante, para nos desviar, ou somos iludidos pelo turbilhão de hipóteses que nos massacram e agitam e imprimem demasiada pressa, inimiga da lentidão dos achados.

Sei tudo de ti. És grande. Esplendorosa de criatividade. Geradora de múltiplas facetas da felicidade humana.

Sinto a tua força e o poder de sedução dos sentidos que  me envolve e exalta como a espuma branca trazida pelas ondas do mar revolto e se espalham com o vento de encontro ao meu corpo, aqui postado como por acaso.

 

 

registed by: Samuel Dabó

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub