Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SamuelDabó

exercícios de escrita de dentro da alma...conhecer a alma...

SamuelDabó

exercícios de escrita de dentro da alma...conhecer a alma...

28
Set12

SER AVÔ

samueldabo
imagem pública tirada da net
*
SER AVÔ
**
ah se eu pudera
ser avô
de todas as crianças
que não têm
por troca de sorrisos
um mimo
um gesto infantil
ouvir seus gritos
de mágicas surpresas
e correr
a fingir que estou cansado
deixar-me apanhar
sentir seus prazeres pelo triunfo
a incitá-los 
para que ousem vencer
sem medos
e aplaudir sempre de pé
o serem capazes
olhar seus olhos inocentes
confiantes
*
Helena ao longe já me sorri
teu sorriso lindo
de menina tão bela e mimosa
mal nascera
internada por doença
ficou tímida
indecisa mas atenta
tão depressa
de botão se fez aberta flor
a desabrochar
abriu pétalas fez-se à liberdade
encantadora
avô empurra para eu baloiçar
a rir-se ladina
quando deixo que no balanço
me toque com os pés
quando o baloiço vem veloz
a parecer que vai voar
menina de esperança princesa
como estás crescida
*
os meus olhos não páram
sou avô mesmo
o Pedro é terrível esconde-se
a Leonor afoita-se
temo que caiam se magoem
a repartir-me
são tantas as crianças
parecem pardais
em voos rasantes a pipilar
Matilde Constança
Francisco Pedro Leonor Sofia
Maria Margarida
e bebés que me olham a pedir
um afago de olhar
um gesto que transmita confiança
Mafalda Mariana
está bem eu empresto-te
o meu avô
diz o Pedro com ar malandro
a mostrar-me
o que já sabe fazer em equilíbrio
*
avô sim Leonor
já viste o que já sou capaz?
vá repete quero ver
e ela meu orgulho de menina
tão crescida
são ciúmes partilhados
de me verem ela e ele
disputado por meninas e meninos
um parque cheio
dos sorrisos mais lindos
da humanidade 
escondidas toca e foge correrias
histórias de plantas
de animais o pombo a lagartixa
os melros a saltitar
cães gatos e choros aflitos
de medos ou quedas
ser avô sei agora eu não sabia
de todas as crianças eu quisera
autor: jrg
12
Out11

O PARQUE INFANTIL

samueldabo

 

 

 

 

imagem pública tirada da net

*

{#emotions_dlg.redflower}{#emotions_dlg.blueflower}{#emotions_dlg.redflower}{#emotions_dlg.blueflower}

*

O PARQUE INFANTIL 
***
vejo um vulto de gente
uma criança saltitando a sua rebeldia
dentro duma nuvem cinzenta
tão linda na alegria do seu rir inocente
pétala de verso subtil poesia
exuberante na manhã pardacenta

os olhos como brilham
fala salta corre no riso cristalino
desliza pela vida em crescimento
já não chora quando ralham
reparte com alegria d'alma pura de felino
a vontade de vencer cada momento

são um fluxo da maresia humana
que se espraia na consciência
às certezas levantam dúvidas sérias
de onde o que deles imana
clarifica e propala na razão a evidência
que a alma é uma só o resto lérias

chapinha a poça agarra a formiga
atira pedras ao lago
afugenta os pombos as aves que arribam
ri nas barbas da intriga
acaricia a natureza num afago
pisa as folhas do Outono quando tombam

impacienta-se na espera do baloiço
sobe e desce no escorrega
recusa a partilha do brinquedo
sua grita enfrenta afoito
os mais crescidos que dominam na refrega
exibe os dentes descrente ao medo

inventa curiosas fantasias
a que se prende e agrega os circunstantes
joga a bola mima canta pinta
exibe a alma atropela factos em alegorias
cai levanta-se rodopia sem atenuantes
porque já é crescido já dribla já finta

o parque é de todas as crianças a arena
onde expandem emoções
aprendem a amar nos outros a sua natureza
em cada ato repetem a ingénua cena
do homem a crescer frenético aos safanões
confrontado com a dúvida da certeza

autor: jrg

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D