Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SamuelDabó

exercícios de escrita de dentro da alma...conhecer a alma...

SamuelDabó

exercícios de escrita de dentro da alma...conhecer a alma...

14
Ago12

BEIJO AZUL!

samueldabo
imagem pública tirada da net
*
BEIJO AZUL...
**
tranquiliza-me tão azul
do teu perfume
serena-me tanto de azul
do teu lume
*
harmoniza-me o tal azul
do teu olhar maresia
deleito-me no desejo azul
do teu beijo poesia
*
simbolizo-me água calma
do teu céu azul
infinito aonde a tua alma
flameja de azul
*
no teu sonho de mulher
pensamento azul
flor de rosa ou bem me quer
odorados de azul
*
teu beijo azul é meu
queima os lábios de desejo
refresca-me sabor a teu
alimenta amor azul de beijo
*
beijo azul misterioso
sabes a mel tímido devasso
tanto de azul tão gostoso
meio de sufoco ou de embaraço
*
entra desabrido mim adentro
de azul me faço escarlate
sustenho o pensamento desventro
até que teu beijo azul me cate
*
meu beijo de mil cores
cobrindo o teu de azul vadio
beijo sequioso de amores
teu de azul que me invadiu
*
jrg
01
Ago12

O NOVO HUMANISMO É AINDA UMA CRIANÇA!

samueldabo

Liberdade - foto pública tirada da net

**
O NOVO HUMANISMO
É AINDA UMA CRIANÇA!!!
***
desde criança que se estimula 
a sedução
a graça cúmplice
o medo o cumprimento
a troca de segredos
a contracção da liberdade
a passagem da memória
a chantagem
a mentirinha piedosa
o charme fantasista
a pressa de crescer de ganhar a todo o custo
a ânsia de saber a culpa 
o castigo o prémio 
por ter violentado a vontade
assim nasce um corrupto
melhor fora que as ensinassem
a partilhar a alma
a amar 
o mais ínfimo de todos os defeitos
a acreditarem no poder
que cada um dentro de si traz
a serem capazes
a não menosprezarem os outros
e lhes batessem palmas
ou gritassem Bravo!
quando ousam vencer as suas insuficiências
as mimassem com sorrisos
quando sorriem
ou com os olhos húmidos de emoção
quando ousam ser livres
O novo Humanismo
é ainda uma criança no ventre 
da MÁTRIA que irá ser a sua mãe
quando nascer
quero levá-lo a ver o sol
para que o sinta tão de tanto igual
em toda a parte
quando partilha a luz e o calor
com toda a gente
e alimenta de vida a natureza
quero que ouça o cantar do vento
a melodia da água do mar
o cheiro fertilizante que deixa o fogo
quando a terra arde
e seja capaz de nos amar
autor: jrg

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D