Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SamuelDabó

exercícios de escrita de dentro da alma...conhecer a alma...

SamuelDabó

exercícios de escrita de dentro da alma...conhecer a alma...

19
Fev08

CONHITA

samueldabo

As pernas arqueadas e magras, mas firmes no andar saltitante e apressado, os braços caídos, bamboleantes, o rosto arredondado pela barba farta e negra, ponteada aqui e ali de brancos amarelados pela acção do tabaco. Conhita.

As drogas e o pequeno crime tinham-no tornado um personagem cauteloso e avisado. Andava como um chimpanzé, mas com o garbo dum homem.

O mar e a montamha, a falésia, era tudo o que queria ter à sua disposição. Que ninguém se atrevesse a proibir, a sonegar essa pertença onde conhecia cada carreiro nas escarpas ou o refluxo das correntes e os cabeços onde o peixe mariscava.

Consumia drogas desde que o pai, feirante, o tirara da escola para percorrer vilas e cidades do interior, no comércio de tachos e panelas,  em feiras itenerantes que não tinham fim.

O pai, entretanto, morreu dum tiro perdido em zaragata raiana, cheio de dividas de jogo e das promessas de pagamento da mercadoria do negócio.

Conhita viu-se sózinho e fez-se à vida. Trabalhava em biscates e na pesca artesanal. Fazia pequeno tráfico e roubava. Só roubava quando não tinha onde ganhar e porque a pressão do conssumo era  a sua fraqueza.

Muitas vezes, os companheiros que esperavam no areal a chegada da embarcação que fora largar as redes, eram surpreendidos pelos seus gritos de guerra, qual fera acossada, e a  figura grotesca batendo com os punhos cerrados no peito escanzelado.,no alto da falésia, em movimentos inquietos, num recorte da paisagem, entre arbustos de camarinhas e no horizonte o sol avermelhado que se afundava no mar. Conhita.

Um dia apareceu na vila e era como se não conhecesse as pessoas de todos os dias. Atravessou o largo da praça em direcção à praia profundamente alheado do mundo em movimento e dos acenos de amigos. Nada. Era como se vagueasse isolado num mundo sem encontros habituais.

Conhita teve uma premonição durante a noite mal dormida, entre as alucinações provocadas pela droga e sonhos de uma vida antiga. . Fora convocado para um encontro, num local da falésia que só ele sabia, e onde lhe seriam revelados os designios que doravante, se aceitasse, revogariam a sua vida marginal.

 

 

registed by: Samuel Dabo

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub