Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SamuelDabó

exercícios de escrita de dentro da alma...conhecer a alma...

SamuelDabó

exercícios de escrita de dentro da alma...conhecer a alma...

30
Jan08

A MULHER PORTUGUESA

samueldabo
A mulher Portuguesa tem sido objecto, pelo menos uma vez no ano, de condecorações por serviços prestados ao país ou por se ter distinguido numa determinada área de igual relevo e valor reconhecido. A maioria de nós nunca tinha ouvido falar de tais personalidades.
Todos nós conhecemos mulheres coragem que no dia a dia das nossas vidas, labutam, enfrentam torrentes de dificuldades e dramas.
Mulheres que oferecem toda a sua virtude em tentar salvar um filho caído nas malhas da droga.
Para que não seja mais um indigente a afligir as vidas dos outros. Sofrem, aguentam, trabalham, endividam-se e cantam primaveras na ribalta da vida. Anos e anos de continuidade sem perder a esperança que só a morte cala e à vezes conseguem, sem o apoio de ninguém. Ninguém!!
Famílias destruídas pela ganância do dinheiro fácil. Criminosos sem lei que engordam pela desgraça de uns milhares de cérebros sonegados ao país. Gerações destroçadas. Quem paga?
Propomos que no próximo dia 10 de Junho, o Senhor Presidente da República condecore uma mulher coragem.
Propomos que o governo crie uma linha de apoio financeiro, no âmbito do Instituto da droga e toxidependência, de apoio à reconstituição dos niveis de vida aceitáveis (como pagamento de dividas)das famílias afectadas.
30
Jan08

DESEMPREGADOS E HUMILHADOS

samueldabo
O desemprego, sendo um flagelo que afecta algumas centenas de milhar de Portugueses, tem, por parte do estado, uma protecção pecuniária mensal e um staff de apoio nos centros de emprego, à procura activa de trabalho e formação profissional, para cada um dos inscritos e que satisfaçam os requisitos.
Todas as normas subsequentes, apresentações periódicas...etc..., tiveram a aprovação, senão expressa, tácita dos parceiros sociais, empregadores, sindicatos e partidos políticos.
A realidade é:
Os centros de emprego estão repletos de desempregados que aguardam a sua vez para serem atendidos, amontoados em condições pouco salubre, despojados, inertes.
São convocados para apresentações periódicas em locais predeterminados, sobre pena de, faltando sem justificação aceitável, ser-lhes cortado o apoio financeiro, quer tenham vinte ou 60 e mais anos.
A formação é diminuta.
Os desempregados não têm direito ao chamado subsidio de Natal.
Obrigam pessoas com 60 e mais anos a responderem a anúncios de emprego, quando a idade máxima das ofertas se situa nos 45 anos, para fazerem prova de procura activa de emprego.
Os desempregados exigem mais respeito pela sua situação, involuntária e traumatizante.
Os desempregados com 60 e mais anos devem ser isentos de apresentações periódicas.
Há demasiados funcionários nos centros de emprego para o serviço prestado.Trabalham muito lentamente ou não estão a ser bem aproveitados.
27
Jan08

CORRUPÇÃO ( I )

samueldabo
O Dr. Marinho Pinto falou de corrupção em altas figuras do estado e aqui del-rei, que a república vai abaixo.
Muita gente sabe que as sociedades estão minadas pela corrupção. Sempre estiveram. Está inerente à condição humana da vida. Os gestores mandam os executivos corromper. Os detentores de algum poder de decisão dão a entender que estão permeáveis.
Perguntamos, porquê tanto alarido?
Milhares de pessoas falam de corrupção diariamente e é como o ditado "quando os cães ladram a caravana passa ". Mas se for o Dr. João Cravinho, o Dr Marinho Pinto, ou outra considerada figura do sistema, é preciso que não insistam. Saber com que propósitos o fazem. Está em risco a Democracia.
Muita gente sabe que os grandes empreendimentos são uma fonte de receita de milhões para muitos dos intervenientes. Há sempre derrapagens no acerto final, as quais, por vezes, duplicam o preço inicial. E nós, os da ralé, Hilotas das sociedades modernas, assistimos impotentes, a medidas de controlo que raiam a Utopia.
27
Jan08

É PROÍBIDO CUSPIR NA RUA

samueldabo
Os humanos são parte integrante do reino animal mas, como fomos nós quem definiu o conceito, aparecemos como a espécie dominante. A única inteligente. Racional.
Organizámos a vida em sociedade editando milhares de leis, que proíbem ou permitem certos actos e atitudes, e reprimimos com multas e prisões os que, sem álibi ou defesa que baste, são apanhados nas infracções.
Fumar em recintos fechados. É preciso fazer uma lei para para regular um prazer ou vicio de alguns, quando se trata simplesmente duma lei natural de boa educação?
Cuspir no chão, escarrar. É um hábito antigo e moderno dos Portugueses. Na vila onde moro, existe uma rua onde se torna necessário ziguezaguear por entre manchas dos ditos. Para quando o decreto a proibir escarrar nas ruas?
A disciplina de cidadania no curriculum escolar é uma medida que vai permitir erradicar, dentro de alguns anos muitos dos atropelos verificados no dia a dia. Mas os mestres têm que dar o exemplo.
A grande tarefa que o nosso povo tem de executar quanto antes, é a educação.
Não passar à frente nas filas de espera...
Não pisar ninguém que pareça mais fraco...
Não matar...
Não cobiçar a mulher do próximo...
E é então que surgem os teóricos da humanidade à sua medida.
A selecção natural. Dos fracos não reza a história. Oportunidades iguais. E que cada um mostre o que vale.
EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO, sâo as duas vertentes para um mesmo fim: colocar portugal num nível superior de desenvolvimento.
23
Jan08

E O AMOR É !

samueldabo
Gostar, amar, a si próprio, com tudo o que compõe o ser que somos,externa e interiormente.
Eu costumo dizer que o cumulo do amor por si próprio, não é olhar a imagem reflectida na água ou no espelho e achar-se belo ou bela, segundo padrões subjectivos que diferem, as mais das vezes da relação ser/parecer, mas sim, o deliciar-se, gostar, dos aromas exalados, incluindo os que expelimos do interior de nós, através dos gazes ( vulgarmente chamados " bufas " ).
Gostar de si, e ou, do seu par, em absoluto.
O amor é uma paixão continua que não se extingue, ainda que subsistam problemas angustiantes na vida dos parceiros, se os aromas os prenderem e estimularem para os solver em conjunto.
O grande problema das desavenças conjugais é este desencontro entre o parecer (aromas comprados na perfumaria, atavios desproporcionados, linguagem desleal) e o ser, os aromas puros, a lealdade no projecto.
E é pela manhã que a verdade nua e crua se evidencia. Deitámos extasiados com os perfumes que aceitámos como padrão e aos poucos, pela manhã, ao acordar, o amor vai-se indo. E qualquer diferença de opinião, torna-se numa tempestade.
Relembro as mulheres que exalavam o aroma do cio, sob as sais curtas, quando subiam para os eléctricos de Lisboa, pela manhã, lavadas. Quantas mulheres eu não amei, sem ter amado?! E fiquei com uma delas para sempre.
23
Jan08

TERRORISMO (II)

samueldabo
A morte de 26.000 crianças por dia, no mundo é o fruto da ganância e da corrupção, sem limites, de governos, laboratórios e outros intervenientes a que não somos alheios, por inércia ou compadrio.
Estamos perante um acto terrorista global, para o qual não se vislumbra qualquer solução de curto prazo.
A solução, para alguns grupos farmacêuticos, seria que estas crianças em risco fossem oferecidas para cobaias. Sempre se salvariam algumas.
Para outros, todas as crianças em risco, deveriam ser prometidas como mão de obra ao custo da refeição diária. Sempre se salvariam outras tantas.
A Ajuda alimentar é, na maioria das vezes, desviada para obtenção de lucros.
A ajuda medicamentosa, idem.
E a burocracia?
Sei de uma editora que esperou largos meses, com milhares de livros encaixotados, a aguardar autorização de embarque para Angola.
A doação de usados ( roupas, brinquedos, maquinas do lar, mobilias,etc.) que os povos abastados oferecem a associações de natureza humanitária, são muitas vezes subtraídos, numa primeira escolha, pelos prórios antes de serem enviados aos locais de carência.
E depois, há o transporte. Sugeria que todos os aviões comerciais reservassem um espaço no porão de bagagem, para carga de bens humanitários.
É mais fácil transportar droga, armas e outros bens que viajam à borla e aquecem os bolsos de muita gente dita de bem.
21
Jan08

TERRORISMO! ( I )

samueldabo
Está na moda chamar terrorismo, a todos os que nos atacam sem aviso prévio.
Sendo o terrorismo uma prática antiga, que espalhou a desolação por todos os povos do mundo conhecido, e que se manifesta de formas variadas,mesmo nas chamadas democracias, dou por mim a reflectir sobre terrorismo e terroristas no último meio século.
Começando por nós, Portugueses, que durante mais de uma dezena de anos chamámos terroristas aos guerrilheiros Africanos que se sublevaram em Angola Guiné e Moçambique, quando usavam as técnicas militares que melhor os serviam, manifestando, embora, ódios acumulados nos longos anos de servidão e maus tratos.
Lembro as armadilhas que se colocavam nos trilhos e estradas de terra batida. Os assaltos a aldeias indefesas, as emboscadas em que se matava, por engano, mulheres e crianças.
Aldeias a arder. Animais fugindo espavoridos. Crianças seviciadas sexualmente, sodomisadas.
Os bárbaros, Tártaros, Cruzados...
Os Americanos não. É tudo em defesa da Democracia e dos valores Ocidentais. Napalm, bombas atómicas, armas de destruição massiva.
Os Árabes, terroristas apontados, nos nossos dias, utilizam armas e técnicas compradas aos garantes dos valores ocidentais. São formados e até serviram os ditos valores e ou interesses.
Eu digo que existem mais formas de terror,voltarei ao assunto.
14
Jan08

"SIC A GANHAR É QUE A GENTE SE ENTENDE"

samueldabo
" A Ganhar é que a gente se entende ",traz-me à memória um outro slogan que me parece mais apropriado: "A LER É QUE A GENTE SE ENTENDE". Não sei quem plagiou quem, mas adiante.
Um amigo meu que assistia ao programa da SIC " A ganhar é que a gente se entende", fez uns telefonemas, a partir de casa, e foi seleccionado para participar no passatempo "Quem é Quem", isto depois de gastar umas dezenas de euros em telefone.
Participou e ganhou.
Dois dias depois, recebeu uma carta da SIC confirmando que tinha ganho um prémio monetário,que seria pago no prazo máximo de 90 dias!...
O meu amigo aguardou.
Passados os 90 dias, enviou uma carta registada à SIC solicitando o pagamento do prémio.
Nada de resposta. Nada de prémio.
Enviou E-Mail e obteve como resposta que íam transmitir à produção.
Nada.
O meu amigo escreveu à Ercc, à Direcção Geral do Consumidor, à Asae, à Obercom, ao Correio dos leitores do Jornal Correio da Manhã,ao Correio dos leitores do Destak, e nada. Só a Asae respondeu dizendo que o assunto não era da sua competência.
O meu amigo obteve, enfim uma resposta da SIC, dizendo que havia atrasos nos pagamentos de prémios, mas que iria receber em finais de Janeiro,Fevereiro.
O que ressalta deste episódio é: A falta de resposta de entidades criadas para fiscalizar e ou para dar apoio ao consumidor.
A solidariedade de orgãos de comunicação social, quando se trata de reclamar situações referentes a outros orgãos congéneres.
A falta de protecção a que estão sujeitos os consumidores deste tipo de serviços, já que recorrerà justiça não é exequível, dada a pouca dimensão das importãncias.
Aqui deixo a minha solidariedade a todos os que esperam pagamento de prémios ganhos em concursos televisivos, deste ou de qualquer outro canal de TV.
13
Jan08

MINISTRO INDIGNADO

samueldabo
Portugal,Domingo 13 de Janeiro de 2008.
Uma noticia, em caixa, no jornal Correio da Manhã, dá conta da indignação do Ministro das Finanças por o Eurostast ter aprovado, uma semana antes, novas normas que obrigam o registo contabilistico das despesas militares, no ano em que é feita a entrega fisica do equipamento. O que vai,por certo, implicar novas atribulações para diminuir o défice.
Pergunta do povo:E quanto à nova lei da Segurança Social, que muda a forma de constituição das reformas a poucos anos do alcance dos direitos julgados adquiridos?
Seria bom que os homens se dessem conta que andamos todos no mesmo Universo inteligível.As situações podem ter alcance diverso, mas as consequências atingem na devida proporcionalidade, a cada um de nós.
E depois, teremos todos o mesmo fim irrisório...
13
Jan08

CÓDIGO DA ESTRADA

samueldabo
Em Setembro de 2006, um jovem é fiscalizado pela policia com uma taxa de 0,89 de álcool,
é condenado, sem audição, a pagar 500 euros de multa e inibição de conduzir por um periodo de 60 dias.
Em 31 de Dezembro 2007/ 01 Janeiro 2008, uma personalidade mediática é fiscalizado pela policia, com uma taxa de 1,6 de álcool, presente a tribunal é condenado a 400 euros, pagos à APPC, e aguarda para saber se tem de cumprir trabalho comunitário.
Em 10 de Janeiro de 2008, um padre, fiscalizado pela autoridade, com uma taxa de álcool de 1,7 é condenado a 6 meses de inibição de conduzir e 70 dias de multa à taxa de 10 euros/dia.
São apenas 3 casos de arbitrariedade de aplicação de justiça, entre muitos que têm sido noticiados, neste Portugal dos pequeninos.
O povo exige uma melhor definição da lei e da sua aplicação.

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D