Segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2008

O VAGABUNDO

O velho conceito de liberdade, o estipular que a liberdade de cada qual acaba onde começa a do outro, é uma falácia para ordenar as camadas de gente segundo um critério de conveniência.

O vagabundo é, em si próprio, um símbolo da liberdade absoluta..

O vagabundo não dá nem recebe do estado.

O vagabundo não tem dinheiro nem propriedades. Alimenta-se de sobras e da repugnância dos que o querem ver longe. Colhe o sol e a chuva, o frio, o calor e dorme ao relento no asfalto ou no abrigo de um recanto, sem medos nem sobressaltos, coberto de destroços de mantas encardidas ou folhas avulsas de jornal.

O vagabundo não aceita favores nem asilo em lares inventados à sua medida, cama, mesa e roupa lavada. A refeição quente do dia. Leis. Deveres/obrigações

Os senhores muito ricos vivem numa constante falta de liberdade. Rodeiam-se de guarda costas. Não podem saborear as mais simples alegrias da vida. Vivem fortificados em casas super vigiadas e protegem os filhos pequenos da promiscuidade pública.

Os senhores muito ricos abominam os vagabundos porque são o advento da desgraça e seguem uma vivência atulhada de medo, quando saem à rua ou se anuncia algum eminente cataclismo económico que não previram ou não puderam controlar.

O vagabundo passeia-se pelas ruas do império que os senhores ricos criaram, caga , mija e vocifera contra as barreiras de ruas em reconstrução.

O vagabundo lava-se nas bicas e lagos da cidade. Não paga água, gás , electricidade. Não usa telefone ou celular. Muito menos internet  Não paga rendas. Não paga impostos. Não utiliza os serviços da justiça. Não polui o ambiente. Não faz economias nem gera riqueza. Não joga na bolsa.

O vagabundo vê televisão sem pagar taxa e lê todos os jornais e revistas, para não perder o sentido das palavras, sem os comprar.

O vagabundo não teme o trabalho nem o desemprego. Fuma dos restos deitados à rua ou crava os passantes desprevenidos.

O vagabundo não perde tempo com o tempo. Não há passado nem futuro. É um observador atento. Não promove a guerra nem desenvolve armas de destruição maciça.

É completamente livre.

 

 

registed by: Samuel Dabó

sinto-me: à revelia do rebanho
música: A Portuguesa (HINO)
tags:
publicado por samueldabo às 21:47
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. MEMÓRIAS DO TEMPO DAS FES...

. BRINDO A UM ANO DE CONSCI...

. EU JÁ VOTEI!...

. BEIJO MEU PIONEIRO

. CENAS EM CONSTRUÇÃO

. LANÇAMENTO DO LIVRO: O DE...

. LANÇAMENTO DO LIVRO: O DE...

. 27 DE DEZEMBRO DE 1945

. O DESASSOSSEGO DA MEMÓRIA...

. DOLORES

.arquivos

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Outubro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2006

. Abril 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. VIESTE MULHER E ME LEVAST...

. Significados

. O Velho e a Miúda - Pesca...

. E ficamos por aqui...

. XVI - O recital

. Tempestade ou Destino

. Destaque da semana...

. História Romanceada...

. Hoje apetece-me falar de ...

. JUSTIÇA - Os direitos da ...

.links

.as minhas fotos

.Vejam Bem

Redondo Vocábulo - José Afonso Utopia - José Mário Branco, Amélia Muge e João Afonso O Pastor De Bensafrim - José Afonso Vampiros - José Afonso Os Eunucos (No Reino Da Etiópia) - José Afonso

:: LINK-ME ::


Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa útil - home - pesquisa avançada - últimos posts - tops / estatísticas direito de resposta - área de utilizador - logout informação - ajuda / faqs - sobre o blog.com.pt - contacto - o nosso blog - blog.com.pt no Twitter - termos e condições - publicidade parceiros e patrocinadores
a href="http://s304.photobucket.com/albums/nn170/CarlaOliveira1977/?action=view¤t=premiodajoanina.jpg" target="_blank">Photobucket Photobucket

.Navegante do Infinito

Navegante do Infinito


Exibir minha página em poeticadigital

.Link-me

Dedução de despesas com saude animal em IRS MyFreeCopyright.com Registered & Protected

widgets
BlogBlogs.Com.Br
Site certificado
ofertas
ofertas de voos
voli economici londra
BlogBlogs
Visite Portugalmaresias

Exibir minha página em poeticadigital
blogs SAPO

.subscrever feeds